Posts com Tag ‘Adoração’


E respondendo Jesus, disse-lhe: Marta, Marta, estás ansiosa e afadigada com muitas coisas, mas uma só é necessária; E Maria escolheu a boa parte, a qual não lhe será tirada. LC 10: 41,42.

Vocês conhecem o paradoxo de comportamento entre Marta e Maria não é mesmo?

A irmã de Marta, com certeza, nos ensina uma grande lição.

Mas quem disse que o serviço de Marta não era importante?

Pelo contrário, era sim muito importante. Imagine a tamanha responsabilidade que ela tinha nas mãos. Preparar um banquete para no mínimo quinze pessoas, pois, provavelmente, o Mestre estaria com os doze discípulos, Maria e ela mesma.

Quando o Senhor Jesus diz que Maria escolheu a boa parte, Ele não quis dizer que Marta escolheu a parte ruim. Servir o reino é sim uma tarefa muito honrosa e também importante.

Portanto, meus amados irmãos, sede firmes e constantes, sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que o vosso trabalho não é vão no Senhor. 1CO 15:58.

Marta e Maria costumam ser representadas de modo contrastante como se cada cristão precisasse fazer uma escolha: trabalhar como Marta ou adorar como Maria. Na verdade devemos fazer as duas coisas, mas em tempos e escala de prioridades diferentes: antes de servi-lo devemos ouvir o que Ele diz. Não faria sentido servi-lo mais não parar pra ouvir o que Ele tem pra dizer.

Spurgeon disse: nunca escute um homem que não escuta Deus

As pessoas com certeza irão dar crédito ao que dizemos se souberem que o que falamos é resultado daquilo que ouvimos de Deus.

Aquilo que fazemos com Cristo é muito mais importante que aquilo que fazemos pra Cristo. Antes de falarmos sobre Jesus, devemos dedicar tempo para sentar-se aos seus pés e aprender Dele. Caso contrário, o que falaremos às pessoas?

Poucas coisas causam tanto estrago à vida cristã quanto tentar trabalhar para Cristo sem dedicar tempo a ter comunhão com Ele. “ Porque sem mim nada podeis fazer” (João 15:5).

Marta parece ter aprendido a lição, pois segundo João 12:1,2, ela preparou um banquete para Jesus e seus discípulos, seu irmão Lázaro e sua irmã Maria sem reclamar de coisa alguma. Tinha paz no coração para servir já que aprendera a sentar-se aos pés do Senhor.

Somos embaixadores, servos e adoradores, mas desses três papeis o mais importante é o de adoradores.

“Onde a paixão por Deus é fraca, o zelo pelas missões será fraco”. (John Piper)

Deus abençoe vocês!

Lidiane Miranda

Anúncios

Êxodo 14:15

“Então disse o Senhor a Moisés: Por que clamas a mim? Dize aos filhos de Israel que marchem”

Tenho visto, atualmente, grandes manifestações da presença de Deus em meio ao seu povo que se reune em busca de uma profunda intimidade com o Senhor. Nunca se vui na história o grande avanço qualitativo e quantitativo do exército de Cristo como nos últimos anos, mas temos deixado  os resultados estatísticos subirem em nossas mentes de tal maneira que o comodismo tem entrado em diversas igrejas, abrindo brechas para que o inimigo de nossas almas entre em meio ao povo de Deus.

A palavra marchem escrita neste versículo me faz lembrar de um grande exército composto pelos filhos de Israel, que somos nós mesmo. Um exército tem como principal função guerrear. Se temos Cristo como capitão do exército que fazemos parte, devemos ter o mesmo objetivo que Ele teve. Jesus disse claramente em I Jo 3:8 que veio para destruir as obras do diabo. Será que temos marchado tendo como objetivo lutar o “bom combate da fé”, mesmo tendo a certeza que a vitória já está garantida?

Ontem, domingo, após o culto de celebração ao Senhor fui surpreendido por uma senhora de minha congregação que me disse para ser cauteloso, ser firme na palavra e forte na fé, pois o diabo está em busca de cumprir o seu objetivo, que é matar, roubar e destruir, devido as palavras de esperança e animo diretamente de Deus que têm sido postadas neste site. E foi esta resposta de Deus para este site que me levou a escrever este breve estudo de lhe encorajar de entrar no campo de guerra contra o império das trevas.

Se realmente crescemos quantitativamente e qualitativamente, não vamos aceitar o que o inimigo tem feito nesta geração. Lembre-se que estamos em uma constante batalha, guerreando contra os principados, contra as potestades, contra os poderes deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais da maldade nas regiões celestiais e não contra carne e nem sangue (Efésios 6:12).

Vamos viver verdadeiramente esta grande batalha, resgatando almas perdidas das trevas para Cristo, que é a luz do mundo, e não deixando brechas, para que o inimigo de nossas almas seja mais uma vez envergonhado. Minhas oração é que você, lendo este estudo se levante e seja protagonista nesta batalha. Ligados um ao outro, em espírito e em verdade, estaremos ligados no céu. Tome posse da armadura de Deus e tenha certeza que maior é o que está em nós do que o que está no mundo.

Em Cristo Jesus,

Marcus Queiroz (Líder e Presidente Jorae)