Arquivo de maio, 2010


Mateus 5:13:16

“Vós sois o sal da terra. Mas se o sal se tornar insípido, com que se já de salgar? Para nada mais serve senão para ser lançado fora e pisado pelos homens. Vós sois a luz do mundo. Não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte. Nem se acende uma lâmpada e se coloca debaixo de uma vasilha, mas no candelabro, e ilumina a todos os que estão na casa. Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, ara que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai que está nos céus.”

Antes de entrar um pouco na postagem de hoje, quero demonstrar minha gratidão pelo carinho de várias pessoas por onde tenho passado. Muito obrigado mesmo e Glória a Deus por tudo isto!!!

Fazia bastante tempo que não parava um pouco para escrever algo, mas hoje não podia deixar passar em branco. Um texto que é bastante conhecido que é muito difícil encontrar alguém que é discípulo de Cristo e não ter ouvido falar sobre esta passagem. O monte do sermão reflete um grande manual que veio do coração de Deus para todo o povo nesta terra. Este manual é escrito para tudo que você possa imaginar. Porém, algumas palavras passam despercebidas por nós.

Quem é discípulo de Cristo aqui??? EU SOU e não abro mão desta palavra para minha vida de jeito nenhum. Logo, se sou discípulo sou sal da terra e luz do mundo. Estas palavras têm um significado tão forte que se soubéssemos levaríamos muito mais a sério quando ela é falada, mas parece que de tanto ter sido ministrada, perdeu um pouco de sua essência. Mas é só aparência viu galera. Tudo pode passar, mas a palavra de Deus nunca vai passar até que ela se cumpra por completo. O problema está em nós…

Existem alguns trechos que gostaria de destacar nesta mensagem. O primeiro deles está lá na primeira frase “…se o sal se tornar insípido…”. Quando li este versículo ontem, fiquei muito feliz e fiz questão de compartilhar com algumas pessoas. Vamos lá, quando você se torna alguma coisa isto significa que antes você não era tal coisa. Antes eu era pré-universitário, porém me tornei universitário. Sempre vai existir relação de transformação. Só que para o sal só existem duas opções, ou ele é pra salgar ou ele é insípido e não serve para nada mesmo [pensando bem… alguém já comeu alguma comida sem sal??? Fala sério, você percebe logo a diferença!], assim como o “sim” e o “não” que só apresentam estes dois extremos.

Estou querendo chegar através desta pequena introdução que você nasceu para salgar mesmo, você nasceu para fazer a diferença e uma diferença tão grande que as pessoas que estiverem ao seu redor vão querer um pouco. Isso é contagiante. A palavra diz que se o sal se tornar insípido, se ele não se tornar é bem lógico que ele vai permanecer salgando. Não queria tornar uma pessoa sem sal, faça a diferença onde você pisar no nome de Jesus. Não deixe que apenas um minuto de prazer deste mundo mude o gosto que Deus te deu, este gosto é eterno. Infelizmente existem jovens que escolhem este minuto de prazer e quando menos esperam vivem aquilo que acontece com o sal insípido, é pisado pelos homens.

O segundo e terceiro trecho tem a mesma finalidade que fala sobre a luz do mundo. Os trechos são “Não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte” e “se coloca debaixo de uma vasilha”. Destaquei esta suas passagens porque existem pessoas que Deus dá a oportunidade, oferece dons e esta pessoa fica se escondendo. Eeiiii…desperta!! Deus te deu dons foi para você usá-los para exaltar o nome Dele e não para escondê-los para si. Do que vale a pena ser luz e tentar se esconder no lugar mais distante possível ou, pior ainda, querer ficar debaixo de uma vasilha. Não desperdice os dons que Deus te deu!!! A minha oração neste dia é que você esteja no candelabro, iluminando a todos os que estão na casa. A luz de Deus em sua vida será tão intensa que a sua família irá sentir… Haverá transformação na sua casa no nome de Jesus!

Não tenha medo do que as pessoas irão falar. Resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai que está nos céus. Não são apenas de palavras você homem ou mulher, mas são de boas obras. Através de atitudes que as pessoas estão querendo ver Cristo em você. Qualquer pessoa pode falar, praticamente falar tornou-se insignificante. Se um gesto vale mais que mil palavras, está na hora de refletirmos a glória de Deus nesta geração através de nossas atitudes.

Pensem nisto Família Jorae. Deus continue a nos abençoar dia após dia, crendo que tudo está sendo feito para Sua honra e para Sua glória!!

Vitórias em Cristo Jesus,

Marcus Queiroz (Líder e Presidente Jorae)

Luz, Câmera e Ação

Publicado: 30/05/2010 em Estudos Bíblicos

“Filho! Estou contando a sua história, não a dela. A cada um só conto à história que lhe pertence.”

(Aslam em ‘O cavalo e seu menino’ em Crônicas de Nárnia – vol. III)

Cada um tem a sua história e querendo ou não vivemos nossas histórias entrelaçadamente. Pensando nisso podemos nos deter em algumas considerações. Temos prestado atenção no desenrolar de nossa própria história ou temos nos preocupado mais com a história dos outros.? “…somos feitos espetáculo ao mundo, aos anjos e aos homens.” (I Co 4: 9b) Na nossa história há vários participantes e não são só humanos, pois não nos detemos nas questões espirituais. Lembro-me da história de Jó em que o mesmo não estava ciente da suposta ‘aposta’ feita entre Deus e Satanás. Fora isso, ainda temos citado na Palavra a respeito de principados e potestades. Em suma, muita coisa está em jogo na nossa história muito mais do que estamos cientes.

Outra questão relevante: somos o protagonista de nossa própria história ou participamos como coadjuvante? Muitas vezes queremos delegar a responsabilidade de nossa própria história aos outros, e eu incluo Deus nesses outros. Precisamos parar de questionar ‘porque Deus?’, ‘porque o Senhor não intervém’ e passarmos a decidirmos sobre o rumo de nossa história mesmo sabendo que o Senhor não está alheio a ela. Contudo devemos ser protagonista.

Como temos atuado como coadjuvante nas histórias de nossos próximos? Temos roubado a cena? Temos que respeitar a história dos outros. Alguns querem se passar por sábios e mestres se baseando em suas próprias histórias para se intrometer na história alheia. Conheço pessoas que querem ser o protagonista das histórias de todos ao seu redor em detrimento de sua própria história.

Muitas vezes na história do outro somos apenas figurantes. Não interagimos com o protagonista da história, mas isso não quer dizer que nossa presença não é importante. Temos que nos resguardar do desejo inerente do ser humano de querer chamar a atenção, de ser reconhecido. Também temos que estar cientes que não podemos ‘abarcar o mundo com as pernas’, não podemos intervir diretamente em todas as histórias. Contudo podemos intervir indiretamente em todas através da oração e intercessão.

Enfim temos que ter o cuidado para não atuarmos como antagonista na história do outro. Porque só existe um antagonista em comum a todas as histórias, mas que na maioria das vezes atua indiretamente através daqueles que não vigiam suas próprias ações. “…não temos que lutar contra carne e sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais.” (Ef 6: 12) “…eu assim corro, não como a coisa incerta; assim combato, não como batendo no ar. Antes, Subjugo o meu corpo e o reduzo á servidão, para que, pregando aos outros, eu mesmo não venha de alguma maneira a ficar reprovado.” (I Co 9: 26-27)

“…para Sartre, não faz sentido perguntar pelo sentido da vida em geral. Em outras palavras, estamos condenados à improvisação. Somos como atores que são colocados num palco sem termos decorado um papel, sem um roteiro definido e sem um “ponto” para nos sussurrar ao ouvido o que devemos dizer ou fazer. Nós mesmos temos de decidir como queremos viver.” (extraído do livro ‘O mundo de Sofia’)

Ferreira Junior (Líder Jorae)


2 Reis 5:2-3

“E saíram tropas da Síria, da terra de Israel, e levaram presa uma menina que ficou ao serviço da mulher de Naamã. E disse esta à sua senhora: Antes o meu senhor estivesse diante do profeta que está em Samaria; ele o restauraria da sua lepra.”

Quando lemos à história do Capitão do Exército da Síria, o poderoso Naamã, um pequeno, porém extraordinário detalhe nos passa desapercebido: A ousadia de uma escrava que nada tinha sua vida por preciosa mas que sabia que Deus poderia curar Naamã de sua lepra. Ela sabia em quem cria.

Uma simples demonstração de fé, uma certeza, que numa única frase mudou o rumo de uma história e abriu as portas pro poder de Deus ser manifestado. A menina só precisou fazer uma única coisa: abrir a boca, e falar daquilo que seu Deus era capaz de fazer. Ela não temeu as conseqüências do seu ato, ela não temeu a reação dos seus senhores, ela simplesmente falou. Falou do Deus que conhecia. Ela não precisou sair de onde estava, nem largar tudo e fazer grandes viagens, nem mesmo escolher em sua agenda um dia especial. Foi ali mesmo, debaixo do julgo do seu senhor, no lugar onde estava, no seu trabalho.

Que pregues a palavra, instes a tempo e fora de tempo… (2 Timóteo 4:2)

Não existe tempo perfeito para pregar a palavra, nem momento certo. Todo tempo é tempo.

Recentemente, meu pai perdeu um amigo. Ele era um senhor idoso que mudara só há alguns anos para nossa rua, morava sozinho, não tinha filhos nem esposa e tinha poucos amigos. A família dele não o visitava e ele sentia-se muito sozinho por causa disso. A casa dele era escura e cheirava mal. Ele passava as noites ligando e desligando as luzes da sala, abrindo e fechando a persiana ou chamando por seu gato Aquino. Papai sempre que podia concertava suas lâmpadas e tirava suas goteiras. Costumava conversar com ele à noite quando levava os cachorros para um passeio. Papai nunca falara sobre o amor do Senhor com ele abertamente. Talvez estivesse esperando o momento certo para que pudesse apresentá-lo a Jesus. Pena que esse dia nunca chegou. Certo dia ele estava voltando de uma reunião da terceira idade e ao atravessar a avenida uma motocicleta se chocou com ele. A morte foi imediata. Papai ficou muito triste, mas a tristeza maior era porque não pregou a palavra de salvação pro seu amigo. O sentimento de culpa era inevitável. A consciência da negligencia também.

Mas será que o dia do encontro dele com Deus já não havia chegado? Será mesmo que existia a hora certa de falar sobre Deus? E se existe, quando é mesmo esse momento? Como ele deve acontecer? Quais as condições que classificam um momento de o certo?

A historia de Naamã, com certeza, teria um desfecho diferente se aquela menina estivesse esperando o momento certo.

As pessoas já estão doentes, matando ou morrendo, sozinhas, abandonas e precisando de ajuda e nós ainda estamos esperando chegar o momento de falar sobre o amor de Deus. Será que esses não são motivos suficientes para apregoar o ano aceitável do Senhor? Fomos chamados pra isso, Deus deu esta honrosa responsabilidade a nós. Ele poderia ter dado aos anjos, talvez eles fizessem tão bem e com mais rapidez e empenho, mas Deus confiou no nosso potencial, na nossa capacidade, no nosso espírito solidário e na nossa obediência. Deus acredita em nós, mas, nós acreditamos em Deus o suficiente para ter ousadia de falar sobre suas maravilhas, seu poder e seu amor sem se temer as conseqüências?

Quantos de nós temos “ousado em Deus” ou por Ele?

Quero que saibam que finalmente descobri que existe sim o momento certo para falar sobre Jesus: O tempo é hoje e o momento é agora.

Porque dEle, por Ele e para Ele são todas as coisas. Amém!

Lidiane Miranda


Hoje, sexta feira, é dia de Discipulado Sem Fronteiras. Iremos dar continuidade aos princípios da oração. Nesta aula veremos a relação existente entre Oração & Rogo e Oração & Súplica. Fiquem atentos as novidades que virão e já convido você para está participando do nosso debate de hoje no Chat Jorae que estará iniciando as 23h. (O Link do Chat está no blog). Aproveitem…

5) Oração & Rogo

Enquanto oração é um termo identificador geral para a relação entre Deus e os homens, o rogo é um pedido com insistência, denotando certeza de fé e perseverança.

  • Conceito da palavra Rogo no Antigo Testamento
  1. palal – Significando o homem intervir, interpor-se, mediar, jilgar e interceder (1 Sm 12:19)
  2. ‘athar – Significa rogar, suplicar, pleitear, procedente de ” ‘Ether ” – Eter = “abundante”; ser/tornar abundante, multiplicar (Ex 8:8)
  3. na’ – Partícula primitiva de incitamento e súplica, que pode ser traduzida como “Eu rogo”, “agora”, ou “então”, Eu rogo (nós rogamos), agora, por favor, usado em súplica ou exortação (Gn 18:3)
  • Conceito da palavra Rogo no Novo Testamento
  1. deomai – carecer, necessitar; desejar, ansiar por pedir (Mt 9:38)
  2. erotao – questionar, pedir, requerer, implorar, suplicar (Lc 14:18)
  3. parakaleo – chamar para o (meu) lado, convocar, recorrer, apelar o que pode ser feito por meio de exortaçao, solicitação, conforto, instrução, admoestar, exortar, rogar, solicitar, pedir, esforçar-se por satisfazer de forma humilde e sem orgulho, consolar, encorajar e fortalecer pela consolação, confortar, instruir, ensinar (At 24:4)
  4. proskuneo – beijar a mão de alguém, em sinal de reverência; entre os orientais, especialmente os persas, ajoelhar-se ou prostrar-se, prestar homenagem ou reverência a alguém, seja para expressar respeito ou para suplicar, usando para reverência a pessoas e seres de posição superior (Mt 18:26)
  5. lego – dizer, falar, afirmar sobre, manter, ensinar, exortar, aconselhar, comandar, dirigir, querer dizer, chamar pelo nome, chamar, nomear, mencionar (Jo 4:49)
  6. epo – verbo primário usado somente no passado definido – falar, dizer (Mc 9:18)

6) Oração & Súplica

Enquanto oração é um termo identificador geral para a relação entre Deus e os homens, a súplica é um pedido urgente, feito com humildade e reconhecimento a Deus.

  • Conceito da palavra Súplica no Antigo Testamento
  1. chalah – ser ou tornar-se fraco, está ou tornar-se doente, ser ou tornar-se adoentado, está ou tornar-se aflito, ou tornar-se triste; mostrar sinais de doença, aflição (Ml 1:9)
  2. chanan – ser gracioso, mostrar favor, ser misericordioso;  buscar favor, implorar favor ou ser repugnante (1 Re 8:33)
  3. chanan – (aramaico) – mostrar favor, implorar favor (Dn 6:11)
  4. bagash – buscar, requerer, desejar, requisitar, procurar para encontrar e para assegurar (Et 4:8)
  5. t@chinnah – favor, súplica, súplica de favor (1 Re 8:28)
  6. rinnah – grito retumbante, referindo-se a rogo, súplica ou júbilo (Sl 61:1)
  7. tachanuwn ou (fem.) tachanuwnah – súplica de favor ao homem ou a Deus (Jó 41:3)
  8. ‘aresheth – (no sentindo de quere, possuir) desejo, pedido (Sl 21:2)
  9. ‘emer –declaração, discuros, palavra, dito, promessa, ordem (Pv 19:7)
  • Conceito da palavra Súplica no Novo Testamento
  1. proseuchomai – oferecer orações, orar (Cl 4:3)
  2. deomai – crescer, ncessitar, desejar, ansiar por pedir (Rm 1:10)
  3. parakaleo – chamar para o (meu) lado, convocar, recorrer, apelar pelo que pode ser feito por meio de exortação, solicitação, conforto, instrução, ademoestar, exortar, rogar, solicitar, pedir, esforçar-se para satisfazer de forma humilde e sem orgulho, consolar, encorajar, fortalecer, instruir, ensinar (Mc 7:32)
  4. paraiteomai – pedir, suplicar para está próximo de alguém, obter, pedir ou impedir pela súplica ou procurar impedir como alguém desculpando-se por não aceitar um convite para uma festa de casamento (Hb 12:19)
  5. aiteo – pedir, rogar, suplicar, desejar, requerer (At 7:46)
  6. deesis – necessidade, indigência, falta, privação penúria, o ato de pedir, petição, súplica, pedido a Deus ou um ser humano (Rm 13:1)
  7. hiketeria – (ideia de aproximar-se para um beneficio) como por exemplo, o ramo de oliva, indicando pessoas em necessidade que se aproximavam de quem iriam implorar ajuda segurando um ramo de oliva entrelaçado com lã branca e fitas para dar a entender que vieram como suplicantes (Hb 5:7)

É isso aí galera…por enquanto estudamos estes dois tópicos. Próxima aula veremos uma relação das quatro juntas com Oração. Você não pode perder.

Estudem e cresçam no conhecimento da palavra de Deus!!

Deus os abençoem

Marcus Queiroz (Líder e Presidente Jorae)


Graça e Paz Família Jorae. Hoje estamos encerrando a série “Vem crescer você!” com mais dois vídeos. Nesta série foram apresentados 10 vídeos durante cinco dias, iniciando esta seqüencia no domingo. O primeiro vídeo é um que gosto bastante que vejo acontecendo constantemente hoje em dia e o segundo vídeo foi escolhido como o central desta série, o vídeo do tema, que tem tudo a ver!

Foi muito bom compartilhar com todos vocês estes vídeos que seriam ministrados nas reuniões, porém pensei melhor e preferi postá-los. Já que nem todo mundo que tem acesso ao blog pode comparecer às reuniões. Espero que tomemos uma postura de sempre estar em busca de crescimento espiritualmente. Não para demonstrar as outras pessoas que você é usado por Deus, mas porque você ama a presença de Deus em sua vida e escolheu crescer para está perto Dele.

Não existe nada melhor do que está na presença de Deus, sentindo o seu carinho, seu amor e sua paz que o mundo não tem para nos dar! Entenda isso jovem enquanto é tempo. Existe um lugar muito melhor do que qualquer outro que este mundo pode oferecer, este lugar é os braços do Pai.

9° Vídeo: O banco – lugar das decisões

10° Vídeo: Vasos

É isso aí povo de Deus. Mais uma série finalizada para a glória de Deus. Acredito que Deus falou ao seu coração através destes vídeos.

Nunca esqueça…CRESÇA!!!

Fiquem na Paz,

Marcus Queiroz (Líder e Presidente Jorae)

Obs.: Lembrando que amanhã tem a série “Discipulado Sem Fronteiras” e estaremos estudando


ATENÇÃO POVO DE DEUS…Como foi o dia de vocês? O meu está corrido como sempre. Primeiramente desculpa a demora da postagem de hoje, mas antes tarde do que nunca né?

Os dois vídeos que serão postados hoje são referentes a obra de Deus e a verdade. Gostaria que você prestasse bastante atenção e deixasse sua opinião.

7° Vídeo: Conforto

8° Vídeo: Balão Vermelho

No amor de Cristo!!

Marcus Queiroz (Líder e Presidente Jorae)


Mais um dia sensacional iniciando com a benção de Deus ministrada sobre as nossas vidas e as misericórdias renovadas sobre a minha e com certeza também sobre a a sua. \o/

Além de ser um dia que o Senhor nos concedeu é mais um dia da Série “Vem cresce você!”. É isso aí…vem crescer você também conosco, nos acompanhando diariamente no blog e em nossas reuniões em que Deus tem feito grandes coisas em nosso meio.

Então, vamos em frente. Deixar de papo e em direção ao que interessa. Os vídeos de hoje são:

5° Vídeo:Mais Coca – Um tempo cego

6° Vídeo: O Medidor de Bondade

Seja o primeiro a comentar!!

Marcus Queiroz (Líder e Presidente Jorae)