Arquivo de janeiro, 2010

Fé no próximo

Publicado: 30/01/2010 em Estudos Bíblicos
Tags:, ,

Hebreus 11: 1a

“Ora, a fé é a certeza daquilo que esperamos e a prova das coisas que não vemos.”

Fé no próximo

Meditando no amor percebi que ele anda de mãos dadas com a fé e com a esperança: “Assim, permanecem agora estes três: a fé, a esperança e o amor. O maior deles, porém, é o amor.” (I Coríntios 13: 13). Passei a ver que para relacionamentos saudáveis temos que manifestar estes três. O amor é presente. Nosso objetivo no Hoje é amar e a maior característica do amar é desconsiderar as falhas do próximo, pode até reconhecer, mas as falhas não são nenhum empecilho.

Mas não quero me deter no amor e sim na fé. A fé atua no futuro e assim auxilia no processo de amar. Temos que olhar as pessoas com fé. Mesmo que não visualizemos coisas boas no próximo temos que ter fé que ele possa gerar aquilo que desejamos de bom para ele. Temos que ter fé, ter a certeza que as pessoas estejam caminhando para serem melhores do que elas demonstram ser, mesmo que não exista nenhum indício dessa mudança.

Na minha vivência já testemunhei essas mudanças e sem nenhuma ajuda aparente minha. Pessoas que eu não dava nada com o tempo conseguem reverter positivamente suas vidas, e em alguns casos não deixa de ser um milagre.

Quero amar sem a ânsia de querer acelerar ou atrapalhar esse processo de mudanças que não entendemos e não precisamos entender. Quero amar as pessoas com suas falhas e dificuldades na certeza, na fé de que elas serão melhores do que se apresentam Hoje, mesmo que não possamos ver nenhum indício dessa mudança, mas temos que ter fé. Uma prova: “Deus demonstrou seu amor por nós: Cristo morreu em nosso favor quando ainda éramos pecadores.” (Romanos 5: 8).

Se mostrar uma tora de arvore para alguém talvez ela aproveite quase nada, mas se for dada para um escultor pode ser que ele não veja mais somente uma tora e sim uma obra de arte que ele já vê em sua alma. Mas a tora terá que passar por um bom tempo de cortes e entalhes para que se revele como uma obra de arte. Assim é a vida, há muitas toras sendo moldadas para se tornarem obras de arte do Artista e como não podemos ver como o Artista vê, temos somente que ter fé, ter certeza que a obra será concluída no seu devido tempo.

Moldados e Aperfeiçoados pelo Espírito Santo!

Para não ficar incompleto, a esperança age mais no passado: “Esperança que se vê não é esperança.” (Romanos 8: 24). É assim, amamos as pessoas aceitando como elas são, com virtudes e defeitos e amamos motivados pela fé, pela certeza que no futuro elas revelarão as obras de arte que elas são e a esperança que tínhamos antes vão se confirmando. Nunca desista de alguém, pois este pode surpreender você em breve. Pela fé, acreditem que estão apenas em processo de obras pelo Espírito Santo.

Mais um desafio: ter fé no próximo e assim amadurecer o amar!

Ferreira Junior (Líder Jorae)


“Nunca despreze quem lhe ama. Às vezes, as pessoas fazem certos sacrifícios e nem consideramos.”

Havia uma garota cega que se odiava pelo fato de ter nascida cega. Também odiava a todos, exceto seu namorado.

Um dia, ela disse que se pudesse ver o mundo se casaria com ele. Em um dia de sorte, alguém doou um par de olhos para ela, então, seu namorado lhe perguntou: “Agora que você pode ver, você se casa comigo?”

A garota estava chocada quando ela viu que seu namorado era cego. Ela disse: “ Eu sinto muito, mas não posso me casar com você porque você é …. cego.”

O namorado, afastando-se dela disse: “Por favor, apenas cuide bem dos meus olhos. Eles eram o melhor que eu tinha.“

Nunca despreze quem lhe ama. Às vezes, as pessoas fazem certos sacrifícios e nem consideramos. Lembre-se de Jesus, em ter doado Sua vida inteira a toda a humanidade, mesmo assim, a maioria O despreza. Pare e pense nisso…

Deus te abençoe,

Marcus Queiroz (Líder e Presidente Jorae)


Breve resumo da última reunião do JORAE que ocorreu na sexta feira, 22 de janeiro de 2010, onde Deus esteve presente em meio aos louvores, através da ministração da palavra de Deus e nos testemunhos logo após a reunião. Louvor liderado por Osvaldo Fernandes e Thiago Moreira e palavra ministrada por Marcus Queiroz.

Foi lançada uma semente de esperança e que podemos afirmar que não está nada terminado. O interessante é que temos criado em nós mesmos, devido à influência local, uma imagem de que nunca podemos ser falhos e esquecemos de que sempre seremos falhos. Somos pecadores, pois nossa natureza é pecaminosa e se alguém disser que não é pecador, está mentindo para si mesmo e está fazendo Deus um mentiroso.

O tema levantado nesta reunião foi: “…se você cair, você vai se levantar de novo?”. Teve como referência a passagem bíblica que está em Salmo 103: 8 – 11 que diz:

“Compassivo e piedoso é o Senhor, lento para a cólera, e abundante em amor. Não repreenderá perpetuamente, nem para sempre conservará a sua ira. Não nos tratou segundo os nossos pecados, nem nos retribuiu segundo as iniqüidades. Pois quanto o céu está elevado acima da terra, assim é grande o seu amor para com os que o temem.”

e o vídeo do Nick Vujicic(Sem braços e sem pernas) um exemplo para o mundo. Vejam:

Vivemos em uma sociedade em que devemos ser seres perfeitos. Como cristãos temos que dar exemplos e sermos diferentes para fazermos a diferença nesta geração. O grande problema é que temos gerado em nosso meio pessoas que se levantam apenas para nos acusar quando pecamos e caímos. Não dêem atenção a estas pessoas, estas acusações não vêm de Deus. O inimigo é que tenta valorizar o nosso pecado, afirmando que não merecemos ser filhos de Deus, que não podemos mais ter um relacionamento com Ele porque falhamos ou saímos da direção em que Ele nos pôs. Saiba que Deus não olha para o pecado, mas Ele tem toda a sua atenção voltada para o pecador. Independente do grau de intensidade do seu pecado aos olhos humanos, pois para Deus não existe pecadinho nem pecadão, Deus ainda realizará todas as promessas que planejou para sua vida desde o ventre da sua mãe.

Lembre-se que as circunstâncias que você está passando neste exato momento, não vão alterar o fim que Deus sonhou para ti. Uma vida com Deus nos permite uma viagem com o pouso seguro, mas não nos garante uma viagem sem tribulações. Passaremos por situações difíceis, tentações e provações, mas a maior alegria que existe é saber que vive e servimos ao Deus da graça, do amor e do perdão.

Lembro-me de uma pessoa que chegou a mim afirmando que iria se afastar de Deus, pois se sentia suja, seus pecados haviam tirado toda a honra de ser chamada filha de Deus. O pior é que existem diversas pessoas com este pensamento ou estão passando por esta mesma situação até dentro das igrejas. Porque temos observado apenas a multidão que está ao nosso redor preparada para nos apedrejar e esquecemos que o Pai está logo ao nosso lado, esperando para nos abraçar com amor.

O fato é que não conhecemos verdadeiramente o amor de Deus. Se compreendêssemos o quanto Deus nos ama, deixaríamos de viver sem amor, deixaríamos de mendigar qualquer amor e acima de tudo seríamos muito mais felizes. Se compreendêssemos o quanto Deus nos busca, deixaríamos a voz Dele nos alcançar, deixaríamos Ele falar aos nossos corações e escutaríamos muito mais a Sua voz . Se compreendêssemos como Deus nos sonha, perguntaríamos o que Ele espera de nós, buscaríamos o que Ele tem preparado para nós e pensaríamos muito mais Nele.

Chega de darmos atenção aos irmãos do filho prodigo, aquelas pessoas que ficam nos acusando pelos nossos pecados, dizendo que não somos merecedores de retornar a casa do Pai e de merecermos uma festa. Olhe para o Pai que corre em direção ao seu encontro neste momento. A bíblia relata que o Pai quando viu o seu filho, Ele corre corre corre em direção ao seu encontro, imagino eu, com o coração acelerado e muito feliz em saber que o filho estava de volta.

Imagine-se o Pai te abraçando, mesmo você estando morto, perdido, acabado com os seus pecados, Deus te abraça neste momento ao ler esta mensagem. Você não foi escolhido para andar por caminhos tortuosos, sinta o abraço de Deus onde você estiver e em que situação você estiver passando. O amor do Pai é maior para suprir e cobrir todos os seus pecados. Por mais que os pecados cometidos foram tão grosseiros que te deixaram sem mãos e sem pernas, não desista porque não é o fim. Cristo que é a cabeça da igreja é o único capaz de te levantar e de te dar forças para uma nova caminhada. Olhe para Cristo! Olhe para o amor que Deus sente por você. Levante-se, em nome de Jesus. Amém.

Que Deus te abençoe,

Marcus Queiroz (Líder e Presidente JORAE)

Amar amadurecido

Publicado: 19/01/2010 em Estudos Bíblicos
Tags:

I Coríntios 13: 11

“Quando eu era menino, falava como menino, sentia como menino, discorria como menino, mas, logo que cheguei a ser homem, acabei com as coisas de menino.”

Amar amadurecido

Recentemente li ‘Decepcionado com Deus’ de Philip Yancey e senti-me enriquecidamente abençoado e naturalmente estou aqui para compartilhar.

Só entendemos o que é amor com o próprio Amor. “E nós conhecemos e cremos no amor que Deus nos tem. Deus é amor e quem está em amor está em Deus, e Deus, nele.” (I João 4: 17). E para desfrutarmos do amor de Deus temos que crer: “quando éramos meninos, estávamos reduzidos à servidão debaixo dos primeiros rudimentos do mundo; mas, vindo à plenitude dos tempos, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a lei, para remir os que estavam debaixo da lei, a fim de recebermos a adoção de filhos. E, porque sois filhos, Deus enviou aos nossos corações o Espírito de seu filho, que clama: Aba, Pai.” (Gálatas 4: 3-6) e mais: “Porque todos os que são guiados pelo Espírito de Deus, esses são filhos de Deus. Porque não recebestes o espírito de escravidão, para, outra vez, estardes em temor, mas recebestes o espírito de adoção de filhos, pelo qual clamamos: Aba, Pai. O mesmo Espírito testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus.” (Romanos 8: 14-16). Entendeu? Além de crer que Deus existe, queira crer que Ele o quer como filho e que você o chame de ‘paizinho’ (Aba). Deus quer que sejamos filhinhos do papai.

Aprendendo com o Amor passamos a verdadeiramente a amar o próximo, manifestado pelo saciamento de carências. Todos nós somos carentes de amor e só existe uma fonte de amor. Temos que beber direta e/ou indiretamente desta fonte de amor: Deus. O amor de Deus é indescritível. E começamos a percebê-lo quando vemos nossas necessidades (e algumas vezes até caprichos) supridas. Quando percebemos algo que nos ajuda e nos faz ter a certeza que não estamos sozinhos. Alguns se apegam tanto que até as decisões são delegadas ao Amor, precisando de sinais. E outros são tão abundantes de amor que extrapola tanto nos favores merecidos como na manifestação da graça (favor imerecido). E esse amor de Deus, que para quem não conhece é profundamente demonstrado no Antigo Testamento, é assemelhado ao amor pai-filho.

Contudo Deus quer que esse amor amadureça. Não precisamos (mas podemos ficar) permanecer no colo do Pai com a cabeça reclinada no seu peito. Deus não quer que fiquemos apenas na imagem do Paizão. E nem também que fiquemos como Paizão (ou irmãozão) de nosso próximo. Temos que crescer, deixar de sermos meninos e termos atitudes de homem, para que possamos desfrutar um nível diferente de amor.

O Novo Testamento evidencia esse amadurecimento. No Novo o amor de Deus não é demonstrado como amor de pai-filho, mas um amor de homem-mulher, de amantes. Somos retratados como Noiva do Senhor. E esse amor é cheio de cumplicidade e intimidade. Também indescritível. Diferente do amor pai-filho que se manifesta como protetor e de certo modo repressivo. Onde queremos ditar o melhor para o próximo, onde não queremos que nosso próximo erre e assim queremos que ele opte por nossas escolhas, aceite nossas considerações. O amor amadurecido é um amor libertador, onde deixamos o nosso próximo seguir o seu rumo e onde interessa somente o desejo de estar junto sem nenhum impedimento.

Deus quer que sejamos livres. Que possamos desfrutar de tudo o que Ele tem preparado com amor para nós. Que não importa para onde possamos ir, mas que nosso coração fique com Ele, nosso desejo seja Ele. Da mesma forma temos que deixar nosso próximo na certeza que não importa o que ele faça ou deixe de fazer, não importa o que ele seja ou deixe de ser. O que importa é o desejo de estarmos juntos.

E sabe por que isso é importante? “Porque, agora, vemos por espelho em enigma, mas, então, veremos face a face; agora, conheço em parte, mas, então, conhecerei como também sou conhecido.” (I Coríntios 13: 12)

Ferreira Junior (Líder Jorae)

Maior é o Amor!

Publicado: 10/01/2010 em Estudos Bíblicos
Tags:,

Marcos 12:29-31

“Respondeu-lhes Jesus: O principal de todos os mandamentos é: Ouve, ó Israel, o Senhor nosso Deus é o único Senho! Amarás ao Senhor teu Deus de todo coração, de toda a tua alma, de todo o teu entendimento e de todas as tuas forças. O segundo é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Não há outro mandamento maior do que estes.”

Vivemos dias terríveis. Jesus já nos tinha advertido que teríamos aflições. Guerras, fome, miséria, assassinatos, competições esportivas recheadas de dores e homicídios, humilhação, egoísmo, ódio, famílias quebradas, filhos perdidos em rancores, depressões e secura de alma; discriminação, preconceitos, insensibilidade e outras coisas mais que se formos listar trará um pesar na alma de se perceber o quão nosso mundo está afundado num caos produzido por nós.

Jesus diz que sua vinda e morte tinham um propósito: dar-nos vida, mas uma vida abundante. Uma vida que valesse a pena ser vivida. Ele, porém, entendia a palavra de Deus como um instrumento em nos ajudar a desfrutar de tal vida. E uma vez ele disse que tudo o que a palavra poderia nos dizer se resumia em dois mandamentos de tal forma que vivê-los seria o viver essa vida abundante. A passagem acima resume o que é viver tal vida de tal forma que qualquer ato, meta que se diferencia desses mandamentos levam ao oposto da vida abundante: vida vazia; similar à morte.

Sendo assim:

Querendo que o Jorae seja um instrumento de Deus nesse mundo caótico podemos estabelecer algumas metas. Tais metas não limitam tudo o que o evangelho nos convida a viver. Elas apenas nos dão um norte, nos traz uma visão aplicada daquilo que como princípio é uma essência e não regras com números limitados de mandamentos.

  • Conhecer quem Deus é – só se pode amar a Deus se o conhecemos. Só depois de “ouvirmos” e experimentarmos sua doçura é que o amamos.
  • Conhecer a si mesmo – conhecer nossa essência pecadora nos revela o quanto ele realmente é incrível uma vez que amar seres tão ingratos e maus não é para qualquer deus. Tem que ser um Deus “expert” em tolerância, paciência, compreensão, etc.
  • Viver uma santidade que tem a ver com gratidão a Deus e não com vaidade – por se perceber tão amado e confiar em tal Deus querer viver um processo de santidade que tem a ver com fazer o que ele diz por querer agradá-lo apesar de entender que o maior beneficiado somos nós mesmos. Isso ao invés de queremos ser santos apenas para não termos algo com a qual as pessoas possam usar para nos atacar gerando um processo de querer abafar, se esquecer aquilo que se é; esquecendo que não é pelo que sou que Deus me ama e isso, óbvio, sem fazer apologia a uma postura acomodada. Ao contrário, por entender o evangelho como carta de um pai que muito nos ama conclui-se que tentar por ele viver é o melhor a ser feito.
  • Como conseqüência desse conhecer a Deus e a si mesmo entender que negar amor ao outro é:

a)      ser injusto por beber do cálice da graça e oferecer outro;

b)      fomentar mais ainda esse mundo caótico;

c)       deixar de construir um ambiente de cura mútua da alma para as dores deste viver e para o bem incrível que esse ambiente gera independente de haver dor ou não.

Filemon (Líder da Célula Jorae)

É honrando que sou honrado!

Publicado: 04/01/2010 em Estudos Bíblicos
Tags:

A Graça e a Paz do Senhor a todos. Vamos com tudo. Se preparem que Deus tem grandes coisas para 2010. Primeira postagem do ano, mas honrando a direção que Deus nos deu. Vamos dar continuidade aos estudos sobre o nono livro da bíblia, I Samuel. Desta vez, iremos para a passagem que está no capítulo 2 – versículo 30:

“Portanto, diz o Senhor Deus de Israel: Na verdade eu tinha dito que a tua casa e a casa de teu pai andariam diante de mim perpetuamente. Mas agora diz o Senhor: Longe de mim tal coisa, porque aos que me honram, honrarei, porém os que me desprezam serão desprezados.”

É bem interessante a parte B deste versículo que diz “…aos que me honram, honrarei, porém os que me desprezam serão desprezados.” Nós podemos observar que vivemos momentos de apenas venha a nós, venha a nós e esquecemos de dar. Queremos alcançar tudo na vida. Claro que isto não é errado. Porém, o mundo capitalista e competitivo gerou dentro de nós uma personalidade egoísta, possessiva e individualista. E esta segunda parte do versículo citado bate de frente com esta imagem. O que me leva a refletir sobre minhas próprias atitudes e acredito que acontecerá o mesmo com você.

Esta passagem demonstra que se eu desejo algo, preciso primeiro dar para depois receber. Veja que o Senhor põe uma condição para que Ele nos honre. Tal condição é: devemos primeiro honrá-lo. Não pelo motivo de Deus tratar conosco através de trocas; até porque existe em Deus algo chamado Graça, que é um favor desmerecido de um superior para com um inferior, ou seja, o favor de Deus para com o ser humano que nos dar verdadeiros presentes mesmo sem merecer; mas creio que esta postura de Deus é para nós percebermos o quanto é bom sentir o que está escrito em Atos 20:35 que diz “…mais bem-aventurada coisa é dar do que receber.” O que Deus quer fazer em nós nestas palavras é nos despertar para o serviço cristão.

No dicionário, a palavra serviço significa ação ou efeito de servir e a palavra servir significa oferecer, dar, ajudar, auxiliar, ser útil, dispor, etc. Você precisa de algo? Dê primeiro e, assim, receberá. Talvez seja até uma loucura, dar aquilo que você não tem, mas vejo isto como uma ponte para dependermos muito mais de Deus a cada dia. Se você deseja ser o primeiro, então sirva primeiro aos outros.

Fica para nós mais um desafio em 2010: Servir; Fazer primeiro antes de receber. Precisa de um sorriso? Seja gentil, sorria. Precisa ser amado(a)? Ame! Demonstre carinho em suas atitudes. Precisa ser reconhecido? Reconheça o melhor que as pessoas tem. Precisa de consolo? Console! Precisa ser perdoado? Perdoe! Precisa de ajuda? Ajude! Você quer ser usado por Deus? Então se movimente, trabalhe para a obra do Senhor. Lembre-se que Deus dar comida aos passarinhos, mas não pões eles no ninho. Faça sua parte primeiro!

Quão grande este desafio, mas creio que em Cristo, nós iremos conseguir. Em todas estas coisas “Buscai primeiro o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas” (Mateus 6:33). Você quer as outras coisas? Então, primeiro, busque, dê toda honra e toda glória Aquele que é digno de ser adorado, e não se preocupe que as demais coisas serão acrescentadas no seu tempo por Cristo Jesus.

Que o Senhor te abençoe e lhe conceda sabedoria,

Marcus Queiroz (Líder e Presidente Jorae)