Arquivo de abril, 2011

Convite para você

Publicado: 28/04/2011 em Eventos

Não poderia deixar de convidar vocês para reunião da célula JORAE Fortaleza amanhã, 29/04/2011, na Igreja de Cristo no Parque Araxá a partir das 19:30h. Estará presente o Ministério Asarfh, que tem como líder Paulo da Igreja Batista Ágape Parquelândia! Acreditamos que será um novo tempo para o JORAE e preparação total para a 1ª Conferência JORAE que acontecerá em Boa Viagem – CE nos dias 28, 29 e 30 de julho. Estejam Ligados…

INFORMAÇÕES GERAIS DA REUNIÃO:

LOCAL: Igreja de Cristo no Parque Araxá

ENDEREÇO: Rua Frei Marcelino, 416 – Parque Araxá

HORÁRIO: 19:30h

Vou deixar vocês com a música “Espera em Deus” de autoria do ministério. Será imperdível…

Venha e faça parte da Família JORAE.

Por Marcus Queiroz (Líder e Presidente JORAE)

Anúncios

Agradeça a Deus

Publicado: 27/04/2011 em Estudos Bíblicos

Quem não tem o que agradecer a Deus? É impossível não viver de forma grata a Deus por tudo que ele tem feito em nossas vidas. Mesmo sem merecermos, ele teve compaixão de nós, nos tirou de um lamaçal e nos atraiu para a luz! Diante de tudo que Deus fez em minha vida, vejo a preciosa mão de Deus. Como não agradecer por tantos livramentos? Como não agradecer por tantas bênçãos? Tudo, tudo Deus fez de tal maneira que não sei contar…

Agradeça a Deus pelas coisas simples da vida. O Deus que é simples trabalha de forma simples e fala contigo de maneira simples.

Estava em direção a faculdade e passei em frente a um colégio onde estudam crianças com deficiências. Quando cheguei próximo a entrada, dois professores seguravam duas crianças, uma de cada lado, para ensiná-las como caminhar na rua sendo deficientes visuais. Naquele mesmo momento senti algo muito doloroso, era como se fossem meus filhos alí com aqueles professores (ps.: eu ainda não sou pai…rsrs). Senti a dor de um pai, mas ao mesmo tempo alegria por uma vida tão preciosa!

Ao ver aquela cena, agradeci a Deus pela minha visão. Comecei agradecer por coisas tão simples que geralmente não valorizamos. Um Pai que ama o filho com qualquer tipo de deficiência, mas o legal de tudo isso é que Ele não deixa o filho da mesma forma que o encontrou. Quando nos encontramos com Deus, algo diferente acontece!!

Depois desse fato, agradeci por ter me levantado; Pela minha família; Pela minha saúde; Pela minha visão, tato, olfato, paladar; Por ter pernas e mãos; Agradeci pelo pão de cada dia que nunca deixou faltar; Agradeci por ter uma casa para me refugiar das noites de tempestades; Agradeci a Deus por estar simplesmente vivo. Por ter tantas e tantas coisas que nem todos conseguem ter.

Obrigado Deus… Palavras não conseguem descrever o quanto sou grato a Ti. Pois tens sido fiel e sempre serás fiel!! Por isto, Agradeça a Deus!

Deus te abençoe,

Por Marcus Queiroz (Líder e Presidente JORAE)

As ovelhas e os bodes

Publicado: 25/04/2011 em Estudos Bíblicos

Mateus 25:31-46

“Quando o Filho do homem vier em sua glória, e todos os santos anjos com ele, então se assentará no trono da sua glória. Todas as nações se reunirão diante dele, e ele apartará uns dos outros, como o pastor aparta dos bodes as ovelhas. Ele porá as ovelhas à sua direita e os bodes à sua esquerda. Então dirá o Rei aos que estiveram à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai, possui por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo. Pois tive fome, e me destes de comer, tive sede e me destes de beber; era forasteiro e me hospedastes; estava nu, e me vestistes; estive enfermo, e me visitastes; preso e fostes ver-me. Então perguntarão os justos: Senhor, quando te vimos com fome e te demos de comer? ou com sede e te demos de beber? E quando te vimos forasteiro e te hospedamos? ou nu e te vestimos? E quando te vimos enfermo, ou preso e fomos ver-te? Ao que lhes responderá o Rei: Em verdade vos digo que, quando o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes. Então dirá também oas que estiverem à sua esquerda: Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos. Pois tive fome e não me deste de comer; tive sede e não me destes de beber; fui forasteiro e não me destes de comer; tive sede e não me destes de beber; fui forasteiro e não me recolhestes. estive nu e não me vestistes; enfermo e preso e não me visitastes. Então eles também lhes responderão: Senhor, quando te vimos com fome, ou com sede, ou estrangeiro, ou nu, ou enfermo, ou preso e não te servimos? Então lhes responderá: Em verdade vos digo que, todas as vezes que o deixastes de fazer a um destes pequeninos, foi a mim que o deixastes de fazer. E irão estes para o castigo eterno, mas os justos para a vida eterna.”

Servindo-se de outra parábola simples, Jesus explica a vinda do dia do juízo, quando ele separará quem o tem amado de fato dos demais. A parábola tem o intuito de deixar clara a correlação direta entre amá-lo e amar os necessitados. O amor por Jesus não é um mero sentimento que brota de nós para seu Espírito. Se for verdadeiro, o amor se manifestará no cuidado das pessoas pelas quais Cristo sente compaixão. Esse mesmo amor que ele demonstrou por todo tipo de pessoa enquanto esteve aqui na terra se tornará um amor vivo que flui dele por nosso intermédio e toca os outros.

Jesus não sugere que uma lista de boas ações nos salvarão no final. A Bíblia é claro – somos salvos pela graça, mediante a fé nele. Mas aqui ele nos fala de que a prova do nosso amor é como cuidamos dos outros. A fé nos salva e nos compele a socorrer os necessitados. Cada um que ajudamos, Jesus explica, leva consigo uma parte dele. Ao amá-los, estamos amando-o diretamente.

PENSE NISSO

Quem você socorreu nesses últimos tempos que estava com fome, sede, solitário, nu, doente ou na prisão?

Extraído do livro “A Bíblia, minha companheira” e escrito por Brenda Quinn

Humor Gospel

Publicado: 16/04/2011 em Humor Gospel, Séries Jorae

Lembrando que esta postagem, assim como as antigas da série Humor Gospel, não se passa de uma brincadeira. Porém algumas artes tem muito a nos ensinar!! É hora de dar boas gargalhadas…

Méritos para o site “Um sábado qualquer” ( – Vale a pena conferir): http://www.umsabadoqualquer.com/

Por Marcus Queiroz (Líder e Presidente JORAE)


Opa Família JORAE… Já sabem quem está escrevendo? Hehe… Faz bastante tempo que não posto nada e já peço desculpas a vocês que visitam diariamente o JORAE. Vocês realmente fazem parte da família e sem vocês como membros seria impossível a formação do corpo!!!! Os dias foram corridos para mim, mas nada que nos impeça de continuarmos meditando na palavra de Deus. E foi em meio a tantos estudos na faculdade nos últimos dias que um versículo pulou em minha mente! Por sinal bastante conhecido, mas trouxe consigo uma profunda reflexão.

O que você enxerga na imagem abaixo?

Talvez você vê apenas dois pedaços de madeira pregados. Talvez você enxergue um símbolo cultural de alguma região. Talvez você perceba que ela é da forma de um ser humano com seus braços esticados horizontalmente e totalmente retos na vertical. Talvez você enxergue seu tamanho que geralmente varia de acordo com o tamanho do ser humano. Talvez você olhando para esta imagem, veja o fim ou até mesmo o início de uma nova era. Talvez você enxergue choros, prantos, apenas profunda tristeza. Para A.W.Tozer, a cruz de Cristo foi a coisa mais revolucionária que já apareceu entre os homens. Para Alexander MacLaren, a cruz é o centro da história do mundo. Tantas coisas vem em nossa mente quando olhamos para a Cruz. Porém o que ela significa para mim e para você? Você sabe quem morreu nela com o propósito de nos salvar?

JOÃO 3:16

“Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna”

Quem nunca escutou falar neste versículo? Creio que até pessoas que não freqüentam igrejas já ouviram esta frase pelo menos uma vez. Porém é uma frase constituída muito mais do que palavras. Assim como a cruz para alguns é apenas pedaços de madeira, as escrituras sagradas são apenas contos para os mesmos. Muito pelo contrário, a Palavra de Deus ela é viva e eficaz, ou seja, ela não está pregada em um papel e é capaz de mudar a sua história com sua eficiência. Não está parada e causa grandes efeitos na minha e na sua vida.

Nesta passagem bíblica, algo que quero destacar é a palavra deu! Interessante que quem dar algo, dar a alguém. Correto? Nunca vi uma pessoa dando algo a uma coisa, sempre destina a um ser vivo, destacando ser humano. Mesmo você pensando que um dia você deu algo a uma coisa, sua intenção não era apenas no dar, e  sim no que receberia em troca por conseqüência. Um exemplo para ficar claro: Hoje dei um banho no meu carro. Com qual intenção? Para me sentir bem com sua limpeza porque necessito ao usá-lo. A idéia é atender o homem.

Pensando nisto, meditando neste versículo. Vejo Jesus dando sua vida para mim e para você!! Cristo não entregou sua vida para cruz. ( – Se você pensa que foi para cruz, lembre-se do exemplo do banho no carro, o objetivo principal não é a coisa e sim o homem.) É muito mais forte e impactante que isso. Foi um ato de amor!! Quando Deus deu o seu único Filho na cruz e seu sangue foi derramado naquele lugar, nós recebemos a vida do Príncipe da Paz. A partir do momento da crucificação, eu passei a ter a vida de Jesus Cristo dentro de mim. Por isto com muita liberdade eu posso dizer que eu tenho a vida de Deus em mim. Pois o Pai, Deus, e o Filho, Jesus, são um só (João 10: 30). Quando eu creio nisto, nunca perecerei espiritualmente, pois tenho a vida eterna, Jesus Cristo.

Quando isto alcançou o meu coração, passei a refletir o que tenho feito com a vida do Filho do Homem em mim. Como tenho cuidado? Será que tenho preservado esta vida em mim? Será que tenho trilhado o caminho correto para ser templo e morada do Espírito Santo? Vamos parar e refletir sobre isto… Será que estou desperdiçando a vida que foi entregue para mim? A vida de Jesus Cristo é a mesma vida que foi entregue para você. O que você está fazendo com ela? Pense Nisto…

Para complementar, deixo um vídeo com vocês!

O Senhor te abençoe surpreendentemente.

Por Marcus Queiroz (Líder e Presidente JORAE)

Um crente diferente

Publicado: 10/04/2011 em Estudos Bíblicos

“Quero ser um crente diferente. Não quero ser conhecido apenas como alguém que não bebe, não fuma e não joga”. Isso é muito pouco. A “geração saúde” , que frequenta as academias e come comida natural, não bebe e não fuma, e nem por isso pode ser chamada de cristã.

Também não me contento em ser chamado de crente por ter um modo diferente de me vestir. Durante muito tempo, no Brasil, a diferença que os crentes queriam mostrar era que eles se vestiam de uma maneira “esquisita”, e isso acabou tornando-se motivo de chacota e que em nada engrandecia o Reino. Com certeza, usar uma roupa fora de moda, não faz ninguém um cristão.

Também não me satisfaço com o modelo “gospel” de crente que já hoje em dia. Broche de Jesus, caneta de Jesus, meias de Jesus. Sabe-se lá onde isso vai chegar. Tem muita gente ganhando rios de dinheiros com esses cosméticos para o crente moderno. Mas não adianta. Usar toda a parafernália do marketing “gospel” não faz de ninguém um cristão.

Quero ser um crente diferente. Que não seja alienado da vida e de seus acontecimentos. Que saiba discutir e entender as questões existenciais, como a dor, a miséria, a sexualidade, a paixão, o amor. Quero ser um crente que não vive acuado, com medo de tudo, vendo o diabo em toda a parte e querendo amarrá-lo a todo momento: Jesus Cristo o derrotou na cruz, ele é um derrotado, e eu não preciso ficar me preocupando com ele 24 horas por dia. Quero ser um crente que saiba falar de tudo e não apenas de religião, e que tenha, em todas as áreas, discernimento e sabedoria. Queor ser um crente que não tenha atitude conformista diante do mundo, do tipo: “Ah, Deus quis assim…”, mas que eu seja um agente de transformação nas mãos de Deus. Que a minha diferença não esteja na roupa, mas na essência: coração bom, olhos bons. Quero ser um crente que cria os filhos com liberdade, apenas corrigindo-lhes, para que cresçam e desabrochem toda a criatividade que Deus lhes deu. Queor ser um crente que vive bem com o seu próximo.

Quero ser reconhecido como um crente pelo que eu “sou” e não por aquilo que “não faço”. Quero ser um crente simpático aos outros, agradável, piedoso, que se entristece com a dor do próximo, mas também alegra com o seu sucesso (já reparou que as pessoas se solidarizam com nossas derrotas, mas poucos manifestam alegria quando vencemos?).

Não quero ter de falar a todo momento que sou crente, para que outros saibam, mas quero viver de tal modo que outros percebam Cristo em mim.

Autor Desconhecido


Viver é arriscado.

Deparamos com situações de risco originárias de problemas financeiros, profissionais, escolares ou familiares. Também podemos correr riscos físicos nos esportes, ao expormo-nos à violência, viajando em carros ou aviões, por causa de hábitos alimentares errados, do cigarro ou do consumo de drogas. E encontramos riscos em relacionamentos, mais ainda entre as pessoas de quem estamos próximos – parentes, cônjuge, filhos, amigos.

Davi, com certeza, sabia o que era levar uma vida arriscada. Foi só o que fez durante dez anos. A resolução de poupar a vida de Saul implica o perigo de que o rei se volte contra ele, caçando-o sem cessar em questão de horas ou dias. Jônatas também poderia trai-lo por lealdade ao pai e por ambicionar o trono. A estrangeira Abigail poderia enganá-lo, na verdade, poderia querer apenas salvar a vida do primeiro marido, armando uma confusão para a destruição de Davi. Mas ele estava coberto de razão ao confiar na proteção de Deus e naqueles que o Senhor colocou em seu caminho para ajudá-lo. Davi rejeitou a idéia de se tornar um incrédulo ou um cinico.

Talvez tenhamos inúmeras razões para desconfiar de alguém ou de situações que fazem parte da nossa vida. Essa desconfiança, às vezes, impede que tomemos decisões erradas ou que acreditemos em pessoas nada inofensivas. Contudo, vez por outra, não é a cautela fruto da sabedoria, mas o medo inadequado que nos mantém distantes das pessoas e situações através das quais Deus quer nos abençoar. Como distinguir entre uma coisa e outra? Temos de confiar em Deus o tempo todo, como Davi, pedindo sabedoria para reagir da maneira mais adequada.

Davi ora: “Ensiana-me o teu caminho, Senhor; conduze-me por uma vereda segura” (Sl 27:11). Podemos confiar que Deus nos dará sabedoria e proteção. Agindo assim, abrimos nossas vidas para receber-lhe a bênção por intermédio das pessoas e circunstâncias por Ele escolhidas.

PENSE NISTO

Onde está concentrada a maior parte da sua desconfiança hoje em dia? Você sente que Deus lhe pede para abrir mão da desconfiança e deixar que Ele o proteja? Pare um instante  para pedir sabedoria e proteção do Senhor.